FEPS'17

Portugal e o Modelo Europeu de Avaliação de Tecnologias de Saúde

Tecnologias de Saúde: medicamentos, dispositivos médicos ou procedimentos médicos ou cirúrgicos, bem como medidas de prevenção, diagnóstico ou tratamento de doenças utilizadas na prestação de cuidados de saúde. Com um setor da saúde cada vez mais exigente, avaliar estas “Tecnologias de Saúde” torna-se um objetivo progressivamente mais complexo e assente em várias dimensões. Desta forma, a Avaliação de Tecnologias de Saúde (ATS) tem evoluído gradualmente, tornando-se um conceito cada vez mais Europeu.
O processo de ATS é efetuado em Portugal, para os medicamentos, desde 1999, antes da decisão de financiamento e como instrumento de suporte e apoio. No entanto, seria em 2015 que Portugal conheceria uma nova era nesta matéria com a criação do Sistema Nacional de Avaliação de Tecnologias de Saúde (SiNATS). Desta forma, o processo de ATS passou a abranger outras tecnologias para além dos medicamentos, como, por exemplo, os dispositivos médicos. Para além disto, permitiu a introdução de diversas medidas que promovem a transparência, a equidade na utilização e a obtenção de ganhos em saúde. Promoveu ainda a avaliação do valor das tecnologias de saúde ao longo de todo o seu ciclo de vida, bem como um maior envolvimento de Portugal nos esforços europeus para a criação de um sistema integrado e comum aos Estados membros, no que respeita à Avaliação de Tecnologias de Saúde.
Por seu lado, a Europa tem dados passos sólidos na implementação de um modelo europeu de ATS. O projeto EUnetHTA (European Network for Health Technology Assessment) foi desenvolvido de forma a criar uma rede eficaz e sustentável de Avaliação de Tecnologias de Saúde em toda a Europa. Assim, com a missão de apoiar a colaboração entre organizações de ATS europeias, criando valor acrescentado, tanto a nível europeu, como nacional, a rede EUnetHTA é constituída por organizações governamentais e por um grande número de agências e organizações sem fins lucrativos, que produzem ou contribuem para a ATS na Europa. O INFARMED, I.P. corresponde ao representante português neste projeto europeu.
O trabalho desenvolvido pela EUnetHTA permitiu a produção de modelos, metodologias e guidelines relacionadas com a ATS. O HTA Core Model, a metodologia Rapid Relative Efectiveness Assessment e as bases OPO e EVIDENT, são o resultado da colaboração e do trabalho conjunto desenvolvido pela rede europeia de ATS.
O primeiro, diz respeito a um formato estruturado para a produção de ATS, que permite a adaptação ao contexto local de cada país. Desta forma, levanta as principais questões que devem ser respondidas ao longo de um processo de avaliação de tecnologias de saúde; qual a metodologia para responder a estas mesmas questões e ainda, o modo como a informação deve ser organizada. Por sua vez, o modelo Rapid Relative Efectiveness Assessment é uma variante do HTA Core Model, possibilitando a avaliação de um determinado medicamento, comparativamente com a mais relevante ou relevantes alternativas, num prazo limitado de tempo. Finalmente, as bases de dados referidas permitem a partilha de informação entre agências de ATS, no que respeita aos projetos/avaliações planeadas ou em curso.
Assim, o trabalho desenvolvido pela EUnetHTA tem contribuído para a criação e desenvolvimento de um Modelo Europeu de Avaliação de Tecnologias de Saúde. Apesar deste estar ainda muito focado nas intervenções clínicas, o seu desenvolvimento permitirá aproximar os processos de ATS das políticas de saúde que contribuem para a gestão e financiamento dos sistemas de saúde. A presença de Portugal neste projeto é crucial, podendo, num futuro próximo, ser possível a avaliação centralizada de algumas tecnologias de saúde, sobretudo medicamentos.

– João Malhadeiro, membro do Alumni Board da LisbonPH

Imagem Blog Mariana Lino-3

Empreendedorismo Jovem

   Nos dias de hoje o tema do Empreendedorismo está, como se tem visto, na ordem do dia. É um tema que nos toca a todos. Não só por aquilo que está a mobilizar em termos de empresas, incubadoras, aceleradoras, co-working e startups portuguesas e estrangeiras que nascem e crescem todos os dias, mas, e sobretudo, por aquilo que representa em termos de inovação e de abertura de espírito num país que, até há bem pouco tempo, estava fechado em si mesmo.

  Esta abertura e espírito inovador são também influenciadores no nascimento de inúmeras iniciativas de Empreendedorismo Jovem. Cada vez mais cedo se nota que os jovens têm de desenvolver um “espírito empreendedor”.

  Quando falo em espírito empreendedor não me refiro apenas a capacidade e preparação de arrancar com novas ideias de negócio e startups. Porque nem todos são talhados para isso ou têm perfil para empreender no sentido comercial da palavra… Refiro-me, sim, ao desenvolvimento de um espírito que permitirá que se desenvolvam a nível pessoal e que ganhem competências que serão fundamentais para o seu percurso profissional e integração no meio empresarial. É por isso que o Empreendedorismo Jovem é tão importante e cada vez mais adotado e valorizado nas Escolas e Universidades portuguesas. Porque permite que os jovens se desenvolvam e contribuam, assim, para o crescimento e formação de uma sociedade com pessoas mais informadas, competentes e profissionalmente desenvolvidas!

–  Dra. Mariana Lino

Pedro Laires

Os Desafios da Reavaliação de Tecnologias de Saúde em Portugal (The Challenges of Health Technology Assessment in Portugal)

     O recém-criado Sistema Nacional de Avaliação de Tecnologias de Saúde (SiNATS) em Portugal permitirá que as tecnologias de saúde sejam objeto de reavaliação num contexto de prática clínica real. Este artigo (position paper) pretende elencar e descrever sumariamente os diversos desafios e limitações que poderão influenciar os pressupostos e resultados das reavaliações e, por conseguinte, o seu próprio propósito. O artigo reflete a posição do Capítulo Português da ISPOR (International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research – ISPOR Portugal) sobre o tema.

   Um grupo de membros da ISPOR Portugal analisou a literatura disponível, nomeadamente a documentação de grupos de trabalho internacionais que anteriormente se debruçaram sobre matérias semelhantes e realizou uma análise crítica sobre os desafios da reavaliação aplicada ao contexto nacional. Foi ainda solicitada uma revisão final a todos os membros do Capítulo.

    Foram identificadas e descritas diversas limitações que potencialmente podem comprometer as reavaliações, designadamente aquelas relacionadas com a própria intervenção (isto é, a tecnologia de saúde), a população em estudo, a seleção do comparador e os resultados em Saúde a considerar neste tipo de análises. É ainda enfatizada a relevância das fontes de informação em que poderá assentar (pelo menos parcialmente) a investigação da efetividade comparativa, bem como as lacunas e limitações inerentes à mesma (isto é, viés e confundimento).

    Um sistema de reavaliação das tecnologias de saúde deve ser alvo de uma análise a priori sobre as suas potencialidades e limitações. Neste artigo abordam-se estes tópicos tomando como referência os objetivos do SiNATS. No entanto, torna-se necessário dar continuidade a este trabalho, nomeadamente através da criação de grupos de trabalho que se debrucem mais detalhadamente sobre as matérias aqui mencionadas. Tal trabalho poderá mesmo ser um passo crucial para o sucesso pleno da implementação de um sistema de reavaliação que sustente decisões de financiamento justas e eficientes das tecnologias de saúde em Portugal.

– Pedro A. Laires, MSc;  Mónica Inês, MSc; Miguel Gouveia, PhD; Céu Mateus, PhD; Luis Silva Miguel, PhD; Carlos Gouveia Pinto, PhD

Leia o artigo na integra no website do evento FEPS’17: http://bit.ly/FEPS-Artigo

Instagram

Hoje estivemos presentes no evento Let's Talk About Science, um evento que conjuga a vertente de investigação com a inovação, organizado pela AEFFUL em parceria com a LisbonPH. Obrigado a todos os que estiveram presentes🔬
No dia 10 de dezembro de 1948, a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos e, desde então que, neste dia, se celebra o Dia Internacional dos Direitos Humanos, em homenagem ao empenho e dedicação de todos os que têm contribuído por um mundo mais justo e igual. 
Tens a oportunidade de, durante o dia de amanhã, assinar petições da Amnistia Internacional, de uma forma digital. Não percas a oportunidade, de poderes fazer uma grande diferença com um pequeno gesto!

Desperta o teu lado Humano.

#PartilhaOsTeusDireitos
💊💹💲 O FEPS'17 está quase aí e a equipa continua a trabalhar para te trazer o melhor evento possível!

Tens apenas 3 DIAS até ao fim nas inscrições - Vens discutir O Valor do Medicamento?
Hoje marcámos presença em mais um jeDAY para comemorar o dia internacional do Júnior Empresário, desta vez organizado pela Nova Junior Consulting. Trouxemos connosco dois dos nossos Alumni, Margarida Gaião e Cláudio Carmona, que integraram a Mesa Redonda subordinada ao tema "Junior Enterprises Shaping Career's". Consideramos muito enriquecedor a partilha de conhecimento e experiências entre Júnior Empresários.

#TogetherWeGrow
Hoje voltámos ao Porto para dar um Workshop de empreendedorismo na Saúde no Business Camp da @nowscience . É um prazer poder espalhar o empreendedorismo juvenil por Portugal!
A LisbonPH esteve hoje e ontem presente no Congresso AEFFUL 2017 "Vacinação: que futuro?". Agradecemos à Associação dos Estudantes da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa @aefful por nos ter endereçado o convite para este Congresso, que tanta importância tem na área da saúde.
"Sharing is caring". Hoje estamos no Porto, no Growth Bootcamp da @jade__pt , para partilhar algumas das nossas experiências com as Júnior Iniciativas do Movimento Júnior.
#TogetherWeGrow
Já viste o stand da LisbonPH na faculdade ? Passa por lá e fica a saber mais sobre nós e o programa IDAI!
Se tiveres alguma dúvida ou curiosidade, vamos estar no stand até quinta-feira para te poder esclarecer!
A LisbonPH esteve hoje presente na Tomada de Posse da direção da @associacaocuramais . De farmacêuticos para farmacêuticos, desejamos mais um ano de muito sucesso e inovação nesta área tão importante para nós.

Próximos eventos

Não existem eventos agendados de momento.