Testemunho de Sílvia Miguel

É muito difícil descrever a minha experiência na LisbonPH. Deu-me muitíssimo mais do que alguma vez esperava. Vou tentar.

Na minha candidatura para a LisbonPH lembro-me perfeitamente de ter dito que teria muito mais a receber e a aprender do que eu conseguiria retribuir na altura, e assim foi.

A LisbonPH é das melhores opções que podes tomar no teu percurso académico/profissional, dá-te uma segunda casa e uma segunda família. Sempre com o mote presente de trabalhar “pelo desenvolvimento do profissional de Saúde do futuro empreendedor, criativo e multidisciplinar”, na LisbonPH trabalhas afincadamente para acrescentar valor ao setor da Saúde. Tens a oportunidade de fazer projetos disruptivos, com e para outros profissionais de Saúde, professores, colegas, instituições e empresas de renome. A LisbonPH procura acrescentar valor ao mercado de trabalho não só pelos serviços prestados, mas também através da formação dos membros, com o intuito de adquirirem ferramentas para corresponderem às exigências dos seus serviços tal como proporcionar a aquisição de competências que os tornem melhores profissionais aquando do ingresso no mercado de trabalho. Para além das soft e hard-skills adquiridas, a LisbonPH tem uma estrutura organizacional e dinâmica semelhante a outras empresas, o que é uma mais valia para quem quer ter o seu primeiro contacto com uma mecânica de trabalho mais profissional.

Concomitantemente, tens a oportunidade de fazer parte do Movimento Júnior que contempla mais de 40.000 Júnior Empresários de várias partes do Mundo e dá-te uma visão mais holística do mundo empresarial que se encontra cada vez mais globalizado.

Mas a LisbonPH não foi só trabalho. Foi fazer grandes amigos, foi conhecer excelentes pessoas, foi conhecer estudantes de outras faculdades e de outros países, foi fazer noitadas, foi conhecer outras cidades e foi conhecer outros países. Na minha opinião, podes fazer muito na faculdade, mas a parte humana é tão ou mais importante que a profissional e há poucos projetos que te possam dar tanto, tão bom e em tão pouco tempo como a LisbonPH o faz.

Durante o meu percurso na LisbonPH tive a oportunidade de presenciar um crescimento exponencial. Idealizado por muitos, questionado por outros, todas as variáveis inerentes ao crescimento de uma Júnior Empresa foram surpreendentemente ultrapassadas, o que culminou com várias distinções, quer a nível nacional, quer a nível internacional, que reconheceram o trabalho desenvolvido por todos os que já contribuíram para o sucesso da LisbonPH. E que orgulho foi lá estar. Não tenho qualquer dúvida que este crescimento poderá continuar por isso candidata-te e uma coisa te garanto – não te arrependerás!

– Sílvia Miguel, Ex-Presidente da LisbonPH

Portugal e o Modelo Europeu de Avaliação de Tecnologias de Saúde

Tecnologias de Saúde: medicamentos, dispositivos médicos ou procedimentos médicos ou cirúrgicos, bem como medidas de prevenção, diagnóstico ou tratamento de doenças utilizadas na prestação de cuidados de saúde. Com um setor da saúde cada vez mais exigente, avaliar estas “Tecnologias de Saúde” torna-se um objetivo progressivamente mais complexo e assente em várias dimensões. Desta forma, a Avaliação de Tecnologias de Saúde (ATS) tem evoluído gradualmente, tornando-se um conceito cada vez mais Europeu.
O processo de ATS é efetuado em Portugal, para os medicamentos, desde 1999, antes da decisão de financiamento e como instrumento de suporte e apoio. No entanto, seria em 2015 que Portugal conheceria uma nova era nesta matéria com a criação do Sistema Nacional de Avaliação de Tecnologias de Saúde (SiNATS). Desta forma, o processo de ATS passou a abranger outras tecnologias para além dos medicamentos, como, por exemplo, os dispositivos médicos. Para além disto, permitiu a introdução de diversas medidas que promovem a transparência, a equidade na utilização e a obtenção de ganhos em saúde. Promoveu ainda a avaliação do valor das tecnologias de saúde ao longo de todo o seu ciclo de vida, bem como um maior envolvimento de Portugal nos esforços europeus para a criação de um sistema integrado e comum aos Estados membros, no que respeita à Avaliação de Tecnologias de Saúde.
Por seu lado, a Europa tem dados passos sólidos na implementação de um modelo europeu de ATS. O projeto EUnetHTA (European Network for Health Technology Assessment) foi desenvolvido de forma a criar uma rede eficaz e sustentável de Avaliação de Tecnologias de Saúde em toda a Europa. Assim, com a missão de apoiar a colaboração entre organizações de ATS europeias, criando valor acrescentado, tanto a nível europeu, como nacional, a rede EUnetHTA é constituída por organizações governamentais e por um grande número de agências e organizações sem fins lucrativos, que produzem ou contribuem para a ATS na Europa. O INFARMED, I.P. corresponde ao representante português neste projeto europeu.
O trabalho desenvolvido pela EUnetHTA permitiu a produção de modelos, metodologias e guidelines relacionadas com a ATS. O HTA Core Model, a metodologia Rapid Relative Efectiveness Assessment e as bases OPO e EVIDENT, são o resultado da colaboração e do trabalho conjunto desenvolvido pela rede europeia de ATS.
O primeiro, diz respeito a um formato estruturado para a produção de ATS, que permite a adaptação ao contexto local de cada país. Desta forma, levanta as principais questões que devem ser respondidas ao longo de um processo de avaliação de tecnologias de saúde; qual a metodologia para responder a estas mesmas questões e ainda, o modo como a informação deve ser organizada. Por sua vez, o modelo Rapid Relative Efectiveness Assessment é uma variante do HTA Core Model, possibilitando a avaliação de um determinado medicamento, comparativamente com a mais relevante ou relevantes alternativas, num prazo limitado de tempo. Finalmente, as bases de dados referidas permitem a partilha de informação entre agências de ATS, no que respeita aos projetos/avaliações planeadas ou em curso.
Assim, o trabalho desenvolvido pela EUnetHTA tem contribuído para a criação e desenvolvimento de um Modelo Europeu de Avaliação de Tecnologias de Saúde. Apesar deste estar ainda muito focado nas intervenções clínicas, o seu desenvolvimento permitirá aproximar os processos de ATS das políticas de saúde que contribuem para a gestão e financiamento dos sistemas de saúde. A presença de Portugal neste projeto é crucial, podendo, num futuro próximo, ser possível a avaliação centralizada de algumas tecnologias de saúde, sobretudo medicamentos.

– João Malhadeiro, membro do Alumni Board da LisbonPH

Empreendedorismo Jovem

   Nos dias de hoje o tema do Empreendedorismo está, como se tem visto, na ordem do dia. É um tema que nos toca a todos. Não só por aquilo que está a mobilizar em termos de empresas, incubadoras, aceleradoras, co-working e startups portuguesas e estrangeiras que nascem e crescem todos os dias, mas, e sobretudo, por aquilo que representa em termos de inovação e de abertura de espírito num país que, até há bem pouco tempo, estava fechado em si mesmo.

  Esta abertura e espírito inovador são também influenciadores no nascimento de inúmeras iniciativas de Empreendedorismo Jovem. Cada vez mais cedo se nota que os jovens têm de desenvolver um “espírito empreendedor”.

  Quando falo em espírito empreendedor não me refiro apenas a capacidade e preparação de arrancar com novas ideias de negócio e startups. Porque nem todos são talhados para isso ou têm perfil para empreender no sentido comercial da palavra… Refiro-me, sim, ao desenvolvimento de um espírito que permitirá que se desenvolvam a nível pessoal e que ganhem competências que serão fundamentais para o seu percurso profissional e integração no meio empresarial. É por isso que o Empreendedorismo Jovem é tão importante e cada vez mais adotado e valorizado nas Escolas e Universidades portuguesas. Porque permite que os jovens se desenvolvam e contribuam, assim, para o crescimento e formação de uma sociedade com pessoas mais informadas, competentes e profissionalmente desenvolvidas!

–  Dra. Mariana Lino

Instagram

💡 Com o início do semestre, a LisbonPH continua a procurar crescer de forma constante, dinâmica e inovadora!
A “caixa” é a maneira normal de fazer e olhar para as coisas. São os pressupostos em que quase toda a gente está envolvida.

Sair da caixa é alargar os horizontes e desafiares-te constantemente. Vais querer continuar dentro da caixa? 
O teu futuro está nas tuas mãos - para te candidatares, envia-nos o teu CV e a tua Carta de Motivação para http://lisbonph.pt/recrutamento/ .
Este fim-de-semana, a LisbonPH encontra-se no Team Weekend #2 da JADE Portugal para debater o Movimento Júnior! #TogetherWeGrow 💪
Se saíres da caixa não vais ficar sozinho, terás a teu lado uma equipa jovem, criativa e multidisciplinar!

Com vista o alcance da excelência, as nossas características chave são compromisso, trabalho de equipa e vontade de melhorar todos os dias.

Conhece os teus limites e vem crescer ao nosso lado como futuro profissional de Saúde! Não hesites e envia-nos a tua candidatura em http://lisbonph.pt/recrutamento/ .
É Carnaval mas não fiques apenas por te mascarar de Júnior Empresário - torna-te num!

Envia o teu CV e Carta de Motivação a partir de hoje em http://lisbonph.pt/recrutamento/ .
Gostas de testar os teus limites e passar horas a desafiar-te para descobrir novas coisas no computador?

Se estás sempre determinado a aprender e ninguém te consegue impedir, junta-te a nós no Departamento de Multimédia! 
Os grandes feitos não são conseguidos a partir da tua zona de conforto mas sim fora dela. Candidata-te a partir de 10 de fevereiro em http://lisbonph.pt/recrutamento/ .
Para ti, mais que superar o desafio, o importante é fazê-lo de forma original? Não te colocas nenhum limite e inventas de tudo para que os professores te deem pontos pela criatividade nos exames? 
Então, sem dúvida que o Departamento de Marketing é o certo para ti!

Para saberes todas as novidades acede a http://lisbonph.pt/recrutamento/
Gostas não só de desafiar os teus limites como também de persuadir os outros para desafiar os seus? O Departamento Comercial e Vendas é o certo para ti!
Não fiques preso num lado se podes ter os dois, começa a construir o teu futuro aqui! 
Desafia o teu conhecimento e capacidade de inovar e vem fazer parte do Departamento de Inovação e Científico.

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.